6 dicas de como sair do vermelho e recuperar sua saúde financeira

sair do vermelho

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Conhece alguém que precisa saber como sair do vermelho o quanto antes? Pois hoje separamos informações muito importantes para quem quer garantir uma vida financeira mais saudável.

É muito comum que vez ou outra extrapolemos nos gastos. Isso acontece com todo mundo.

Entretanto, é muito importante que enxerguemos a situação e que saibamos sair dela da melhor forma possível afinal, as dívidas podem virar um buraco quase que sem fundo.

Nessas horas, o importante é respirar fundo, estudar a situação e buscar por alternativas para recuperar sua saúde financeira o quanto antes.

Pensando nisso, separamos essas 6 dicas base para sair do vermelho de uma vez por todas. Confira.

Confira 6 dicas de como sair do vermelho e recuperar sua saúde financeira

Estar com muitas dívidas é algo que ninguém quer, mas que pode acontecer com qualquer um. É claro que um bom planejamento pode sim evitar muitos problemas, entretanto, muitas vezes essa é uma situação que se torna incontrolável para algumas pessoas.

Portanto, para sair do vermelho é necessário adotar uma postura diferenciada. Isso vai desde uma análise da sua atual situação financeira até mesmo a uma mudança radical no modo de lidar com o dinheiro.

1-Corte despesas

Essa é uma dica básica e que é totalmente crucial para quem quer aprender a como sair do vermelho e recuperar as rédeas da sua vida financeira.

De nada adianta estar numa situação de endividamento e contrair ainda mais dívidas por impulso. Isso simplesmente irá piorar a situação.

O primeiro passo, portanto, é analisar despesas que você tenha durante o mês e que podem sofrer uma redução ou mesmo um corte. Portanto, analise:

  • Serviços de streaming;
  • Tv por assinatura;
  • Pacote de internet maior do que você precisa;
  • Gastos com delivery em excesso;
  • Compras por impulso.

Você não precisa cortar luxos e lazer, como os serviços de streaming. Mas pode sim selecionar os que já tem e optar por manter apenas aquele que você mais assiste.

2-Estude uma renegociação de dívidas

Nem sempre a renegociação de dívidas é favorável ao consumidor, portanto vem a necessidade de estudar essa possibilidade.

Converse com a instituição financeira a quem você deve e verifique se é possível fazer essa renegociação de maneira saudável e sem juros abusivos.

3-Não use mais o cheque especial ou cartão de crédito

Além de cortar despesas, parar de usar o cartão de crédito é de suma importância nesse momento. Ou seja, você deve parar de uma vez de usar o cartão ou o cheque especial, já que provavelmente esses devem ser os maiores vilões do seu bolso.

As duas modalidades de crédito contam com valores elevados em juros e isso pode fazer com que a dívida vire uma verdadeira bola de neve.

O objetivo é quitar esses métodos de pagamento e não utilizar mais, pelo menos por um bom tempo.

4-Reforce seu orçamento

Muitas vezes, para quitar dívidas, precisamos de uma renda extra. Seja um bico de fim de semana, venda de produtos que você não utiliza mais ou mesmo com um outro emprego, pode ser preciso reforçar o orçamento.

Ao pegar qualquer dinheiro extra, jamais utilize para comprar mais coisas: quite primeiro os débitos, adiante parcelas e faça todo o possível para eliminar o peso que essas contas já exercem no seu orçamento mensal.

5-Conheça seu orçamento

Uma coisa que ajuda muito a economizar é conhecer sobre seu próprio orçamento. Pode parecer uma dica boba, mas, acredite, muitas pessoas gastam sem nem ao menos saber quanto ainda resta na conta.

E isso é algo extremamente perigoso. Você pode utilizar planilhas, e até mesmo uma folha de papel para anotar quanto recebeu no mês e cada gasto que realizou.

Isso ajuda a pensar melhor antes de abrir a carteira, fazendo com que cada passo seja melhor pensado.

6-Evite compras parceladas

Por fim, uma boa dica de como sair do vermelho é evitar comprar de forma parcelada.

Mesmo com parcelas pequenas, isso ainda sim irá impactar seu orçamento por diversos meses. Ou seja, você poderá ter problemas para pagar em algum mês e, com isso, as parcelas podem se acumular e render juros.

Sendo assim, aborte essa ideia. Junte o dinheiro mês a mês e faça a compra do bem a vista. Com isso, você pode até receber um desconto no ato da aquisição do produto.

Gostou dessas dicas de como sair do vermelho e recuperar sua saúde financeira? Então comece a colocar em prática agora mesmo e retome o controle das suas finanças o quanto antes para evitar negativações.

Leia também: Como Comprovar Negativação Indevida?

Siga nosso Instagram: @sm_negativacao

Outros posts

Dívidas antigas
Negativação Indevida

Dívidas antigas: como renegociar após 5 anos?

Algumas pessoas acreditam que as dívidas antigas são extintas. No entanto, mesmo após algum tempo, elas continuam existindo e podem inclusive gerar limitações futuras. Mas

Controle financeiro
Negativação Indevida

Como recuperar o controle financeiro?

Se chegar no final do mês sempre bate aquela sensação de que não conseguirá chegar ao final do mês sem aquele sofrimento para pagar as