Cobranças indevidas em cartão de crédito extraviado: o que fazer?

Cobranças indevidas

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Você sabe tudo sobre cobranças indevidas em cartão de crédito e como proceder?

O cartão de crédito se tornou um dos meios de pagamento mais utilizados no mundo, por sua facilidade e segurança. Contudo, há os riscos envolvidos no seu extravio, como o aparecimento de compras que nunca sequer foram feitas.

Contudo, mesmo com o extravio, é possível ter a proteção da lei pois existe uma responsabilidade dos emissores dos cartões, os bancos ou operadoras, na medida em que não cabe só ao titular a segurança, mas também àqueles.

Caso haja cobranças indevidas, saiba o que fazer para garantir que não haja a necessidade de pagamento! Acompanhe agora as informações e veja tudo sobre esse assunto.

Necessidade de Comunicação

Quando se dá conta da ausência do cartão, é importante que se comunique o emissor (banco ou operador) para que eles saibam de tal fato.  Com isso, se cria uma proteção em relação ao uso dele a partir do momento da comunicação, isentando o titular da responsabilidade pelas compras a partir daí feitas.

Os números de telefone para essas situações são exclusivos, o que garante um atendimento mais célere, afinal, o interesse é do emissor também. E se atente para o momento em que o cartão pode ter sido extraviado, pois será uma das perguntas feitas.

A comunicação deve ser feita por mais que não se tenha a certeza de que ele foi extraviado, caso haja dúvida sobre ter perdido ele em casa. Anote a data e horário da ligação, bem como o nome do atendente e o número do protocolo. É melhor se precaver do que correr o risco que compras indesejadas sejam cobradas!

Faturas e Notas de Compras

Outro ponto de controle dos gastos com os cartões de crédito é a guarda de faturas e notas das compras. Aquela segunda via da máquina que geralmente se dispensa, é um comprovante valioso para que se tenha o controle de todos os débitos feitos no cartão.

A guarda dos documentos servirão para comprovar onde realmente o cartão foi usado e, caso haja questionamentos por parte do emissor, esteja seguro daquilo que foi feito, sendo prova para eventual litígio.

De outro lado, é um indicativo de que se há a utilização do cartão em outros locais os quais não são comuns, pois, além de extravio, existe a possibilidade de clonarem o cartão e usarem sem que perceba.

Pedidos de Estorno

Quando há compras que não se fez, deve-se pedir o estorno ao banco emissor do cartão, como forma de reaver os valores gastos, que não foram de sua responsabilidade.

As instituições sempre demonstram resistência em atender ao pleito e criarão procedimentos específicos, como o preenchimento de formulários de responsabilidade, aviso de gasto indevido e tudo o mais o que a burocracia poderá criar.

Contudo, é importante que faça todos os procedimentos, para se assegurar de que não está resistente em comprovar que as compras não foram responsabilidade do titular, e sim de terceiros.

E se o emissor se recusar a estornar

Caso você tenha a razão e o emissor se recusar a estornar, cabe uma ação judicial para que haja a compensação dos valores. No processo, o emissor do cartão deverá provar que foi o titular que fez as compras, e não terceiros, pois se trata de direito do consumidor.

Os valores a serem estornados, em caso de ação judicial, deverão ser devolvidos em dobro, pois houve uma cobrança indevida, conforme estabelece o Código de Defesa do Consumidor.

Ainda, é possível cobrar dano moral, pois os procedimentos adotados não são adequados ao caso.

E se eu fiz as compras e alego que não fui eu

Caso você tenha feito as compras, e alegue que não o foi, além de ter que pagá-las, poderá responder por falsa comunicação de crime, uma vez que informou que seu cartão foi extraviado, ou roubado.

Caso a informação seja de que perdeu o cartão, terá que devolver os valores apenas, sem responsabilização penal.

Como vimos, as cobranças indevidas em cartão de crédito costumam acontecer de forma comum e precisamos nos precaver, já que isso pode inclusive render uma negativação indevida.

Se você precisar de ajuda com esse tema, entre em contato conosco e saiba mais. Podemos te ajudar e temos um time de especialistas.

Leia também: Como Se Prevenir De Fraudes Na Black Friday?

Siga nosso Instagram: @sm_negativacao

Outros posts

Dívidas antigas
Negativação Indevida

Dívidas antigas: como renegociar após 5 anos?

Algumas pessoas acreditam que as dívidas antigas são extintas. No entanto, mesmo após algum tempo, elas continuam existindo e podem inclusive gerar limitações futuras. Mas

Controle financeiro
Negativação Indevida

Como recuperar o controle financeiro?

Se chegar no final do mês sempre bate aquela sensação de que não conseguirá chegar ao final do mês sem aquele sofrimento para pagar as